sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Dia de Desabafo - Adolescência, Meu Livro e Homens

E quando acha que você tá curada da depressão vem a porcaria de novo.
São meia noite e dois de sexta, então já é sábado.
O que minhas amigas devem pensar de mim, tendo crises por nada?
Eu não sou bipolar não. Magina. Em 3 horas eu passei de calma pra irritada e de irritada pra deprimida.
Meu pai chama isso de outro tipo de doença:
Adolescência.
Ele pode ter razão. Talvez eu vá lá na farmácia e diga:
- Ei, você tem um anti-adolescência aí?
Porque ser adolescente é legal, mas eu não sei se eu to ficando louca ou se isso é coisa de hormônio mesmo!
E se eu já não tô louca é porque eu vou enlouquecer logo logo.
Essa coisa toda vai acabar me matando.
Adolescência é uma droga que injetam na nossa veia.
E isso tá parecendo um post comum sobre adolescência e não um Dia de Desabafo.
E daí?
Olha, eu tô pensando seriamente em sumir da net por uns tempos. Porque eu quero me dedicar ao meu livro. E se outra história minha for pro Vale do Esquecimento eu vou parar de escrever pra sempre. Não escrevo nada mais que 30 linhas que é o pedido em trabalhos de escola.
Ei, sexo masculino: o que acontece com vocês?
Eu sei que eu sou chiliquenta, desequilibrada, histérica e masoquista, mas... Eu não entendo 2 coisas. Homens e Amor. Duas coisas complicadas demais pro meu gosto.
Eu preciso ir dormir que até segundo diagnóstico de um médico eu ainda estou doente e se eu ficar mais tempo na internet minha mãe arranca meu coro.

Falou a viciada!

Um comentário:

Emilia disse...

Querida filha, adolescência é assim mesmo! Mas se serve de consolo depois dos quarenta é pior ainda!
E eu tb não entendo os homens e o amor! Um dia nos amam e no outro parece que querem que a gente morra!
Vai fazer o que...